Posts recentes

O que sabemos sobre a nova mutação do coronavírus?



Recentemente cientistas do Reunido Unido deixaram o mundo e a Organização Mundial da Saúde (OMS) em alerta com relatos de uma nova mutação do coronavírus. Segundo os pesquisadores, a nova mutação parece ser até 70% mais transmissível que as variantes encontradas pelo mundo. Mas afinal, o que é fato e o que é boato até o momento nesse caso? Vejamos.

A nova variante do vírus que recebeu o nome de B.1.1.7 tomou de assalto o Sul da Inglaterra e infectou centenas de pessoas em um curto espaço de tempo. Tal acontecimento levou o primeiro ministro do Reino Unido Boris Johnson a decretar novo lockdown na região com o objetivo de conter o avanço da mutação do coronavírus. Muitos países pelo mundo fecharam as fronteiras para aviões e trens vindos do Reino Unido como medida de precaução a partir do alerta dado.

Ao que parece, a nova mutação do coronavírus não era tão nova assim. Já havia sido mapeada ao longo dos meses por diversos locais do mundo, inclusive no Brasil. Outra questão importante é que a mutação não coloca em cheque o trabalho desenvolvido pelos diversos grupos em relação às vacinas pelo mundo, o que é um grande alento.

Como quase tudo sobre esse vírus, os cientistas têm mais questões do que respostas e monitoram o comportamento da nova variante. Até a transmissão em crianças está sendo observada para entender a dimensão e o potencial da mutação. Também é digno de nota que apesar de ser mais transmissível, a nova variante não apresenta até o momento maior letalidade que as demais encontradas pelo mundo.

O ano de 2020 é mesmo um ano com muitos paradoxos. O primeiro país a se estruturar e começar a vacinar sua população precisou fazer um lockdown para conter uma variante mais transmissível do vírus. Realmente não está sendo um ano fácil, mas penso que estejamos caminhando para dias melhores. Até mais.

Fernando Montini é cientista de dados, programador, pedagogo, químico industrial e mestre em Biologia.

Escreve para o blog sobre tecnologia na área de Ciência de Dados, Business Intelligence e Mercado Financeiro.

204 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
VEJA TAMBÉM